Um modo de determinarmos a posição de um astro na esfera celeste é medirmos os respectivos ângulos de azimute e elevação. O azimute, A, é medido com relação ao norte e a elevação, H, com relação ao horizonte, tal como ilustrado na figura que segue. Tais ângulos são comumente determinados usando um teodolito. Contudo, trata-se de um instrumento de custo bem elevado. Aqui temos uma solução barata para tal problema.

Tudo começou quando eu ganhei de presente um pequeno telescópio newtoniano, TOYA, com 76 mm de espelho. Imediatamente me conectei na internet para investigar a possibilidade de acoplar uma webcam no lugar da ocular do telescópio. As câmeras digitais dedicadas a tal finalidade são geralmente muito dispendiosas, que em meu caso seria traduzido em uma baixa relação custo/beneficio para as minhas pretensões. Então, achei um excelente site (clique aqui) descrevendo em detalhes tal processo de adaptação. Visto isso, fui ao comercio local e adquiri uma câmera USB, com um formato aproximadamente esférico e fechada com parafusos, facilitando sua abertura para remoção da lente frontal ao CCD. Tal remoção é bastante importante para acoplar a webcam com o sistema óptico do telescópio. Dessa forma, para utilizarmos a câmera deveremos então remover a ocular, substituindo a mesma pela webcam, diretamente. Para encaixar no telescópio, utilizei uma luva de 3/4 de polegada, feito de PVC preto, normalmente usado em instalações elétricas, que foi colada na carenagem da câmera usando adesivo epóxi de alta resistência (prego liquido). Para ajustar o diâmetro dessa luva, usei raspagem com um estilete alternadamente com a aplicação de lixas. O processo de adaptação é ilustrado nas imagens abaixo.